O Suculent tem como sócios os chefs Toni Romero e Carles Abellan e preza pela gastronomia espanhola contemporânea na busca da recuperação dos sabores clássicos reinterpretados.

eZy Watermark_22-09-2019_10-04-21PM

O menu degustação dos clássicos da casa a 45€ mostra técnicas francesas e também influências de outras partes do mundo na mescla com ingredientes locais. Começa com um coquetel Adonis de boas vindas, feito de jerez, vermouth e bitter de laranja. O típico e ótimo boquerón foi marinado com raspas de laranja e água de azeitonas e foi o prato que deu início à comilança.

eZy Watermark_22-09-2019_10-01-14PM

A Salada Waldorf, de origem americana, feita a base maçã e aipo, nozes e maionese no Suculent teve sua versão em uma linda apresentação. O talo do salsão serviu de apoio para os pequenos cubinhos de maçã verde ao lado do creme de iogurte e das nozes. Boto de rúcula finaliza e decora essa salada refrescante.

eZy Watermark_22-09-2019_10-01-34PM

A croqueta de rabo de vaca, como é chamado o nosso querido croquete de rabada, estava simplesmente perfeita, casca finíssima e crocante por fora e recheio suculento por dentro feito ainda com trompetas de la muerte, um tipo de cogumelo preto.

eZy Watermark_22-09-2019_10-04-04PM

Close

eZy Watermark_22-09-2019_10-02-01PM

A influência peruana aparece no ceviche de camarão vermelho com abacate, milho crocante, e leche de tigre com toque de rocoto, pimenta saborosa comum no Peru. O prato vem com as cabeças do camarão defumadas e a recomendação é que sejam chupadas. Óbvio que eu não perdi esse espetáculo de sabor.

eZy Watermark_22-09-2019_10-00-57PM

A França se faz presente nos dois próximos pratos: rillette de pato escabechado

eZy Watermark_22-09-2019_10-02-21PM

e steak tartar sobre tutano na brasa com batatas souflé, muito bons.

eZy Watermark_22-09-2019_10-02-37PM

Apaixonei pela arraia que se desfazia em lascas, feita com mantequilla negra, ou beurre noir em francês, aquela manteiga derretida em fogo baixo até se tornar escura e liberar aromas de avelã. Acompanhou um purê cítrico que casou muito bem com o peixe.

eZy Watermark_22-09-2019_10-02-53PM

Uma pegada thai foi dada a costela de porco que desgarrou do osso facilmente e levou coco macio na receita.

eZy Watermark_22-09-2019_10-03-12PM

Gostei bastante da primeira sobremesa feita com damasco em calda, creme inglês e rooibos, a planta sul-africana muito usada para o chá descafeinado do momento.

eZy Watermark_22-09-2019_10-03-26PM

Se gostei, é claro que era cítrica e a última sobremesa também me cativou pela geléia de maracujá com brie e vanilla.

eZy Watermark_22-09-2019_10-03-43PM

Linda apresentação dos pratos e riqueza de sabores!

.

Suculent

Rambla del Raval, 45, Barcelona

suculent.com/es