Florian Laroche trouxe a França para BH. O chef natural de Nancy, região da Lorraine, que fica no nordeste da França, reproduz clássicas receitas da confeitaria francesa, além de crepes doces e salgados em uma pequena loja na Savassi, na Rua Sergipe. A La Roche Patisserie Crêperie é um convite a se esbaldar em crepes, macarrons, mil folhas, entremets, éclais e tortinhas, doces que desmancham como nuvens na boca.
Na França não se usa tanto açúcar como no Brasil. O ingrediente primacial de lá é a manteiga. Assim, Florian, fiel às suas origens, segue o padrão suave no preparo de seus quitutes. O resultado é o real sabor do ingrediente, não mascarado pelo excesso de açúcar que muitos doces brasileiros carregam. Nada enjoativos, as iguarias da Laroche se tornam um “perigo” já que é possível dar várias e várias garfadas sem querer parar.

IMG_0087

Não sou chocólatra e simplesmente fiquei perdidamente apaixonada pelo entremet caramel (R$18) com caramelo flor de sal por dentro, mousse de chocolate ao leite e biscoito crocante na base, finalizado com cacau em pó – um delírio quando, à boca, é extremamente leve e aerada! A tortinha de 3 chocolats também me fez suspirar: começa com base de brownie, passa por uma camada de mousse de chocolate meio amargo e termina com chocolate ao leite e branco (R$18). A tarte citron meringuée (R$13) é lindíssima, feita com pâte sablée, creme de limão siciliano e merengue.

A baunilha de Madagascar é um dos ingredientes mais nobres para a confeitaria, tem valor elevado e intenso potencial aromático. É usada na torta 1000 feuilles e no crème brûlée, que custam R$15 cada. São duas sobremesas que vão além do perfume e sabor de uma baunilha de qualidade, já que entra em jogo também o sentido da audição. A sensação de ouvir a crocante e finíssima massa folhada da torta mil folhas e a crostinha queimada do crème brûlée quebrando-se na colher e na boca é um devaneio que vale a pena sentir. Feita de pão de ló, a Génoise (R$18) tem morangos ao redor e por dentro, entremeados de creme de baunilha de Madagascar. As tortas também são vendidas em tamanho grande, sob encomenda. Servem em torno de 10 pessoas a R$130.

IMG_0126
Tem baunilha também no éclair, que se parece com as nossas bombas, no formato alongado. Outros recheios são café, chocolate e maracujá (R$11 cada). Neles há também aquela sensação de leveza em que o doce some na boca.

Os macarons são super delicados, sendo o doce francês mais trabalhoso de ser feito. Há que ser ter muita intimidade com a temperatura do forno e até o clima influencia no resultado final. Estão disponíveis em nove sabores a R$4 cada. Montar uma caixinha com cinco, bem colorida, é uma sugestão de presente em conta e que faz vista, como diria minha avó.

IMG_0106

Mas antes de cair nos doces vale a pena pedir um crepe salgado para a experiência ser completa. São bem caprichados e valem como um almoço. Por baixo vem a massa e os ingredientes ficam à mostra para uma bela apresentação.

IMG_0095

Levam nomes que remetem à Paris como o L’Arc de Triomphe (R$29) feito com queijo mussarela, ovo, tomate, presunto Parma e cebolinha e o La Vendôme (R$26) com queijo mussarela, peito de peru, queijo brie, rúcula, amêndoa laminada torrada.

IMG_0096

Dois rótulos de vinhos franceses podem ser apreciados em taça ou garrafa. O tinto de Bordeaux vai bem com os crepes e o espumante rosé fica perfeito com os doces.

IMG_0092

Todo o cardápio também está disponível no delivery pelo ifood ou retirada da loja de 11h30 às 16h00 de terça a quinta-feira e 11h30 às 19h00 às sextas e sábados.

.

Laroche na minha coluna de gastronomia do Jornal da Cidade:

http://degustatividade.com.br//wp-content/uploads/2015/07/233_Laroche-Patisserie-Cr%C3%AAperie.pdf

Mais degustatividade na Laroche:

http://degustatividade.com.br/?s=laroche

.

Laroche Patisserie Crêperie

Rua Sergipe, 1145, Savassi, Belo Horizonte, MG, Brasil

https://instabio.cc/20711uw9eqo